domingo, 7 de outubro de 2007

Chaves

Todo mundo gosta de "Chaves". Todo mundo, mesmo! São poucas as pessoas que não gostam do seriado. E, mesmo que não gostem, essas pessoas riram em algum momento do seriado, com certeza. É um tipo de humor mais puro e engraçado que pode existir. Não é apelativo, nem precisa. Diferente de outros programas exibidos, atualmente, o Chaves não precisa usar palavras de baixo calão e nem colocar mulher pelada pra chamar atenção. Não se usa nem a palavra "bunda", só "traseiro". O Chaves e o Chapolim, também, são programas que formaram caráter de pessoas, que alegraram o dia de muita gente e que está no ar há gerações. Ele é uma lenda! O povo brasileiro se identifica muito com os personagens, pois, tem tudo a ver com nossa realidade. O Seu Madruga tem muito do "jeitinho brasileiro". O Chaves é o menino pobre que todos estão habituados a ver por aí, inocente, que gosta de futebol e de ver o Pelé. Mas, pelo mundo inteiro, Chaves é um sucesso. Não tem como não se identificar com as característica de cada personagem e com as inusitadas situações vividas pela turma da vila. Em alguns momentos, o seriado até emociona, mesmo sendo tão antigo. Tem gente que chorou muito quando o pessoal da vila vai para Acapulco e o "Chavinho" fica sozinho e, ao fundo, fica tocando aquela musiquinha triste que todos se lembram... Dá pra escrever páginas sobre Chaves. Paro por aqui, com minha homenagem, mais uma imagem que fiz quando estava fazendo curso de Corel e Photoshop, rsrs.


1 comentários:

Felipe Carmine disse...

Fala Francis!, po... nem tenho o que comentar, vc sabe oq penso de Chaves e Chapolin, sou o maior fã deles!!, melhor seriado de todos... faz voltarmos a ser crianças de um modo mágico!!, concordo com tudo que vc escreveu em seu texto!.


abraço!