domingo, 14 de outubro de 2007

Eterna Aliança...



Ontem, eu fui ao casamento do meu primo que mora na praia... Ele tem a idade do meu irmão mais velho e, mesmo sendo mais apegado a ele do que eu, foi emocionante ver alguém que conheço desde pequeno se casando. E só foi assim porque dava pra ver que ele encontrou a pessoa certa. Dava pra ver a felicidade estampada, diferente de alguns casamentos que já fui que parecia tudo tão forçado.
Me fez pensar como casamento é tão banalizado, hoje em dia. Quer dizer, muitas vezes, as pessoas nem casam, só "se ajuntam" pra, se não der certo, ser mais fácil de separar. E quando casam, o fazem sem ter certeza ou com o pensamento de que "se não der certo é só separar". Posso até ser careta, mas, minha opinião é que só se deve casar quando tem certeza e tem que ser eterno... Sempre há exceções, claro. Mas, tem que ser uma coisa espontânea, vinda do casal, decidida por dois corações... Era pra ser eterno. Como diz a canção, "dois corações e uma história"...
O mundo caminha a passos largos em termos de mudanças de conceitos, tradições e etc. Mas, mesmo a maioria nem acreditando que exista felicidade num casamento, eu prefiro manter essa base e continuar sonhando que essas coisas, ainda, dão certo. Mesmo, sendo poucos os casos, hoje em dia.
Até mais...

0 comentários: