sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Faz muito tempo...

A gente percebe que tá ficando velho quando vê essas coisas que nem passa mais na TV. Coisas que um pessoal que é só um pouco mais novo nem chegou a ver ou nem se lembra porque era bebê. Exemplo, "Punky, a levada da breca". Não é o desenho. É a série que passava no SBT, mesmo, ainda TVS, rsrs... Meu, recordar é viver, realmente.

Não é "Sessão da Tarde", mas, é muita nostalgia!!!

Mais sobre Tecnologia


Há menos de uma semana, eu coloquei um video sobre a fabricação e o desenvolvimento do "Exoesqueleto", algo só visto, até então, em filmes de Sci-Fi (ficção científica). Se você não viu, tem que ver.
Hoje, eu vi uma reportagem na Record (de novo!) mostrando uma feira de tecnologia no Japão (sim, eles de novo, também) com diversos robôs com avançada I.A. (inteligência artificial). Robôs que "sentem" dores, robôs bebês chorando, jogando ping-pong, etc. O repórter fez um comentário que é real. Você se lembra daquele filme "Inteligência artificial"? Que conta a história daquele robozinho que tinha sentimentos e tudo mais? Eu nunca esqueço, até porque eu chorei igual uma criança quando vi esse filme pela primeira vez, hahaha. Então, foi sobre essa históriaq ue ele comentou, estamos caminhando para aquela realidade. Robôs já começam a simular sentimentos, dores, emoções. Tudo para auxiliar a vida humana. Mas, aos poucos, ocupando o espaço do homem.
Minha pergunta, é:
Será que vamos avançar tanto, tecnologicamente, a ponto de ver guerras envolvendo robôs? Será que veremos a máquina dominando o espaço do homem? Parece besteira, mas, a ficção vem se tornando realidade, a cada dia. Também, não sei se o homem viverá o suficiente para ver essas coisas.
Se você quer saber mais sobre inteligência artificial, confira o texto na Wikipédia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Inteligência_artificial

Exposição


Nesse momento, estou vendo as notícias na Record. Estão mostrando uma coisa que não é novidade e só agora estão divulgando. Trata-se da invasão de privacidade. Virou diversão usar a câmera do celular pra tirar fotos das nádegas ou dos seios das mulheres no metrô, no ônibus, no trem. Há aqueles que filmam, também. O problema, maior, é quando colocam esse material na internet. Há muitos sites que colocam essas coisas. As menininhas que gostam de colocar fotos no Orkut, se expondo, fazendo pose de modelo, de biquíni e tudo mais, são vítimas mais fáceis ainda. Existem sites que tem galerias de Orkut, onde você acha fotos pegas por esse site de relacionamento. Garotas se exibindo, achando que ninguém vai usar as fotos com segundas intenções (será que tem alguém tão "inocente" assim???).
Um amigo meu tem suas fotos roubadas frequentemente. Usadas por "fakes", por caras que, na minha opinião, são doentes sem personalidade. Acham umas fotos que nem ele tem mais, rs. É complicado... Por isso, antes de ficar se mostrando, fazendo pose de bonitinha na internet ou de galã, é melhor pensar em quem está vendo ou roubando seu material. Quando te olharem muito por aí, fica de olho se não tem alguma "lente indiscreta" te olhando, também.
Só agora, divulgaram na mídia...

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

A turma toda junta...

Todo mundo tem uma galera que quando se junta é um sarro... Qunado se junta, fala um monte de besteira, discute, ri muito. Cada um tem seu jeito, uns mais estranhos que outros, se completando. Cada um fazendo o seu papel.
Quando eu estava na faculdade, eu fazia parte de um grupo muito legal. Éramos cinco caras e uma garota. Era risada a noite toda. Quando nos reuníamos, principalmente, aqui em casa, era muito divertido. Nunca vou esquecer dos momentos que tivemos, do "feijão mágico", das piadas, dos apelidos, rsrsrs...
Também tem meus amigos da igreja e, quando nos reunimos, não é diferente. Muitas gargalhadas e momento que ficam na memória, que nunca mais esquecemos. Se tenho lembranças boas pra guardar de pessoas que não são da família, são desses amigos. É claro, também me lembro de alguns momentos na escola e tal... Mas, como um professor disse, uma vez, os amigos que ficam são aqueles que sempre estão conosco, participando de nossas vidas, e aqueles que conhecemos na faculdade. E é verdade, rsrs.
Hoje, nos vemos pouco, estamos separados. Cada um seguiu sua vida. Mas, sempre mantemos contatos, sentindo saudades e marcando reuniões pra falar da vida.
Pra não ficar uma postagem "em branco", rs, coloco esse video pra vocês assistirem. uma música do Pato fu que pouco importa a letra. O clip mostra a banda unida, se divertindo, fazendo careta, rindo... Se você convive com uma galera assim, você vai lembrar de bons momentos...

Ciranda da Bailarina

Essa música é muito legal. A única coisa que vou comentar, é que a bailarina é muito especial...
Dedico esse video pra bailarina que conheço...rs

Tropeçando nas letras

Eu digito rápido. Não só pela habilidade adquirida nos empregos que tive, mas, pela ansiedade, também, rsrs. Já perdi a conta de quantas vezes eu escrevi as palvras fora de ordem numa conversa pelo MSN ou quando estou escrevendo no blog, no Orkut. É uma mania que peguei por fazer as coisas rapidamente, por ter um raciocínio rápido e as idéias fluírem de um jeito que tenho que escrevê-las depressa, rsrs. O mesmo acontece quando faço uma redação ou redijo um texto manualmente. Acabo "comendo" uma letrinha, um "s" no fim da palavra, coisas assim.
Mas, eu sei que não sou o único que escreve "ams" ao invés de "mas", hehehe. Na hora de se despedir numa conversa de Messenger, escrevo "até amis" ao invés de "até mais", rsrs. Eu sei que não estou só, nessa. Também, acho que pra bom entendedor, meia palavra basta. E é por isso que vou lhes mostrar algo que recebi por e-mail. Vocês vão gostar.

O nosso cérebro é doido !!!

De aorcdo cmo uma peqsiusa
de uma uinrvesriddae ignlsea,
não ipomtra em qaul odrem as
Lteras de uma plravas etãso,
a úncia csioa iprotmatne é que
a piremria e útmlia Lteras etejasm
no lgaur crteo. O rseto pdoe ser
um bçguana ttaol, que vcoê
anid pdoe ler sem pobrlmea.
Itso é poqrue nós não lmeos
cda Ltera isladoa, mas a plravaa
cmo um tdoo.

Sohw de bloa.

Fixe seus olhos no texto abaixo e deixe que a sua mente leia corretamente o que está escrito.

35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!
Hehehe... interessante né?

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Dicas de sites


Hoje, eu tô sem criatividade pra postar. Tinha uns assuntos pra comentar, mas, deixarei pra outro momento.
Gostaria de colocar, aqui, alguns sites curiosos e que podem ser úteis pra alguém. Como eu não sei bem quem são as pessoas que visitam esse blog, eu vou lhes mostrar e espero que ajude alguém, rs.



1- Vector Magic: nesse site, você pode vetorizar suas imagens como nos programas de vetores, por exemplo, o Ilustrator e o Corel Draw. O resultado é surpreendente, algumas imagens ficam tão boas quanto no programa da Adobe e , em muitos casos, melhor que o Corel.

http://vectormagic.stanford.edu/vectorize/upload

2- Domínio Público: sabe aquelas obras (músicas, textos, etc.) que caem no domínio público pelo tempo que têem? Que não são protegidas por direitos autorais? Pois é, nesse site você as encontra. Essa biblioteca virtual está ameaçada de ser fechada por causa das poucas visitas. Então, dê uma conferida!

http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/PesquisaObraForm.jsp

3- infinity Oz: uma coisa meio doida, mas, que é legal de se ver. Uma viagem muito louca em um universo que parece não ter fim. Bonito de se ver. Demora pra carregar, mas, vale a pena.

http://www.scifi.com/tinman/oz/

4- Hebus: site com inúmeras imagens pra diversos fins. Papéis de parede, gifs animados, imagens pra celular, etc, etc... Sempre o utilizo como banco de imagens e referências. Take a look!

http://www.hebus.com/


Podem confiar, não é vírus, tá? rsrs... Qualquer dúvida, joga os sites no Google. Falou!

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Nunca render-se...

Todo ser humano tem fé. A "Wikipedia" define Fé como capacidade de acreditar, e independe de qualquer motivação específica.
Em algum momento da sua vida, quando você achou que tudo estava perdido e não havia mais como lutar, você sentiu algo lá no fundo do seu coração. Mesmo que todos lhe dissessem que não havia solução, algo dizia que não era hora de desistir.
Acreditar em sí mesmo, na ajuda que vem do alto...
Alguns acham que há um momento em que temos q ue nos entregar. Eles dizem: "Não adianta mais". Mas, quando você sente que as coisas estão escapando de suas mãos e está escorrendo pelos seus dedos, um milagre acontece. Nós podemos fazer milagres... Se não abandonarmos a nossa fé.
Quando você pensa que é o momento de baixar as armas, na verdade, é nessa hora que a batalha começa. O pior ainda está por vir, mas, o melhor também está...
Meu defeito? Um deles? Perseverança... Porém, uma qualidade. Chegou a hora de desistir? Não... Ainda há muitos soldados de pé, a batalha ainda está longe de acabar. Se vencerei? Eu não sei... Mas, eu tenho fé... E você?

Preserve seu Planeta

Recebei esse video, hoje, e achei brilhante. Não vou comentar e nem dissertar em cima do assunto, dessa vez, porque é melhor assistir e saber do que se trata.

Insônia...

As vezes, não consigo dormir.
Fico durante muito tempo, rolando na cama, sem conseguir domir. Tenho sono, mas, não durmo.
Sou ansioso. Infelizmente. Não durmo pensando em como resolver o que ainda não resolvi. Fico preocupado, pensando em soluções. Se pudesse, resolvia tudo na hora.
Pensando em emprego, na vida pessoal, em muitas coisas. Umas, mais que outras.
Rinite também atacou. Esse tempo doido que fica mudando, tampa o meu nariz e nem consigo respirar direito. O nariz coça.
De vez em quando, aparece um pernilongo. Maldito, fica pousando em mim, dá mó coceira.
Mas, o pior... Ainda tô pensando... A gente só dorme quando a cabeça esvazia e ouve-se um apito, um som agudo... E vai escurecendo a vista e temos uma morte temporária. Desligando-se de tudo e de todos.
Há noites que acordo o tempo todo. Precisa repetir? Preocupado. Desse jeito, morro cedo. Bom ou ruim? Depende do ponto de vista. Depende de quem fica.
Engraçado a maneira que uma coisa puxa outra. E quando não se tem assunto, mas, se tem insônia, aparece o que dizer. Na verdade, esses dias eu só tenho pensado se a "Estrela" volta a brilhar no céu de "Lost Star"...
Tá com sono? Vai dormir. Eu ainda tô aqui, como um corujão...
Agora, você já sabe no que eu estou pensando.

(01:02 da madrugada de terça-feira, 27 de novembro de 2007)

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Mil palavras...

Quem sempre visita meu blog já percebeu que sou muito ligado em músicas. Cada canção me faz lembrar de um momento da minha vida. Também, lembra alguém. Acho que quase todo mundo é assim. Há músicas que não se encaixam na trilha sonora de nossas vidas num certo momento. Porém, mais tarde, elas se encaixam perfeitamente e começam a fazer sentido para nós.
Uma das canções mais marcantes da minha vida, com certeza foi a "1000words". Faz parte da trilha sonora de um jogo. Mas, não seja preconceituoso. É uma bela canção, com uma linda letra e que ainda espero ouvir, muitas vezes, durante a minha vida. Quem sabe...
Há uma versão em japonês, uma em inglês, uma orquestrada com letra em inglês e uma no piano. Todas valem a pena, mas, só estou colocando a versão em inglês, a mais conhecida.


1000 Words (tradução)

Eu sei que você mentiu para mim
Usando palavras gentis, para me proteger
Suas palavras são como um sonho
Mas sonhos jamais me enganariam
Não é certo para mim...

Eu estou agindo tão distante agora
Dei as costas, enquanto você ia embora
Mas eu estava ouvindo...
Que você lutaria suas batalhas longe de mim
Não é certo para mim...

"Não se preocupe porque eu voltarei..."
Eu pude ouvir você falar enquanto você ia para aquela porta
Eu me fiz dei forte
Para esconder aquilo, então eu voltei as páginas
Chorando uma resposta vazia
E se eu soltasse as lágrimas e implorasse para você não ir
embora?
Mas agora eu não tenho medo
De fazer o que está em meu coração

Estas mil palavras
Nunca haviam sido ditas
Tão longe,
Eu estou as enviando para onde quer que você esteja
Suspensas em asas brilhantes

Estas mil palavras
Nunca haviam sido ditas
Elas irão te prender
Faze-lo nunca mais ousar parecer tão longe
E segura-lo para sempre...

Aquele sonho ainda não acabou
Eu posso fingir, e dizer que eu posso esquecer
Eu continuo viver minha vida
Você estava lá comigo todo o caminho
Não é certo de mim

"Não se preocupe que eu escreverei para você"
Eu pude ver você falar enquanto você olhava para longe
Eu me fingi de forte
Para esconder aquele amor
Então eu voltei as páginas
Raiva poderia ter sido a resposta
Mas se seu fizesse 'não' com a cabeça e falasse que não podia
esperar
Mas agora eu não tenho medo
De fazer o que está em meu coração

Estas mil palavras
Nunca haviam sido ditas
Tão longe,
Estou as enviando para onde quer que você esteja
Suspensas em asas brilhantes

Estas mil palavras
Nunca haviam sido ditas
Estou as enviando para onde quer que você esteja
Suspensas em asas brilhantes

Estas mil palavras
Nunca haviam sido ditas
Fazem você nunca mais ouvr, sentir como se me chamasse

domingo, 25 de novembro de 2007

Avanços Tecnológicos

Eu lembro que, alguns anos atrás, não tinha celular com câmera. Nem mp3, nem nada. Nem câmera digital... Coisas simples que temos, hoje. Msn, Orkut...nada disso. O mais próximo de um Messenger era um ICQ. Internet sem fio? Afe... Nunca, rsrs...
Sem falar nos tipos de carro , computadores e diversas coisas que evoluíram. Nem faz muito tempo, menos de 10 anos atrás. Na década de 90, a tecnologia começou a progredir, assustadoramente.
Existem coisas que só víamos em filmes futurísticos e nunca imaginaríamos ver algo parecido, tão cedo. Os filmes da década de 80 que mostravam aqueles objetos do futuro já são parte de nosso dia-a-dia. A máquina tomando o lugar do homem. O homem dependendo cada vez mais da tecnologia.
Algumas pessoas tem uma teoria pra esse avanço e desenvolvimento tecnológico repentino. Acreditam que está relacionado com estudos de tecnologia alienígena, feitos na Area 51, nos EUA. Se você nunca ouviu falar desse lugar (o que é difícil), acredite, não é ficção. Ela realmente existe e ninguém sabe o que tem lá dentro. Muitos mistérios a envolvem. Se eu acredito nessa teoria? Eu acho possível, mas, não é única explicação. E não é descartável. Afinal, já vemos coisas, nos dias atuais, que parecem de outro mundo.
Eu não pensei que veria o ser humano virar super herói. Como aqueles ciborgues ou robôs japoneses de desenhos e seriados, os mechas (como o Gundam). O video, que eu espero que você veja, mostra algo que só os filmes mostravam. Exterminador do Futuro, Robocop, Alien e tantos outros. Trata-se de um exoesqueleto. Uma espécie de armadura mecânica que transforma qualquer ser humano numa espécie de super-homem. Dá uma força anormal e, no futuro, pode dar muito mais que isso. Ainda existe o estudo das nano-máquinas, mas, não tem nesse video. Trata-se de pequenas máquinas, microscópicas, que serão colocadas dentro do ser humano, curando doenças, enfermidades. Já se estuda essa possibilidade e fala-se, também, que essas "nanomachines" poderão nos dar conhecimentos e habilidades instantâneamente. Como nos filmes do Matrix. O que? Você não acredita? Bom, eu também nunca pensei que assistiria um video num Ipod, tiraria fotos no meu celular, usaria pen drive de não sei quantos gigas e por aí vai... E hoje, é uma realidade.
Não perca esse video, é surpreendente e um tanto assustador. Veja e entenda para que o homem quer criar tais super-soldados.

sábado, 24 de novembro de 2007

Os outros

Música perfeita. Pena que não tem uma versão com o eulírico no masculino, falando pra uma mulher, rs.

Lembranças...

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Momento "Sessão da Tarde"

Nossa, esse filme é muito o estilo da "Sessão da Tarde". Já foi o tempo que faziam sucesso esses filmes na Globo, rs. Houve uma época, que a galera, principalmente os adolescentes, ficavam de tarde vendo essa sessão. Também tinha o "Cinema em Casa", do SBT. Mas, os filmes eram uma merda, rsrs. Muitas vezes, quem tem no mínimo uns 18 anos, se pega falando: "Nossa, esse filme é mó Sessão da Tarde". Virou até termo técnico pra definir filmes de médio e baixo orçamento, huahua. Esses musicais e filmes com alguma dança que fez sucesso, em alguma época, são clássicos que passavam de tarde. "Footloose", "Dirty Dancing", "Lambada" e outros... Assim como os filmes de luta, tem pra todo gosto e estilo. E a trilha sonora é marcante, com certeza, em todos eles.
Na verdade, não foi só da "Sessão da tarde" que me lembrei ao ver o video e a música dessa postagem...

-------------------------------------------------------------------------------------------------
She's Like The Wind (tradução)
Patrick Swayze

Ela é como o vento
Através de meus sonhos
Ela conduz a noite
Até mim
Ela me guia até o luar
Só para me queimar com o sol
Ela tomou meu coração
Mas não sabe o que fez

Sinto sua respiração em meu rosto
Seu corpo perto de mim
Não posso olhar em seus olhos
Ela está fora do meu time
Só um tolo para acreditar
Que eu tenha algo que ela precise
Ela é como o vento

Eu olho no espelho
E tudo o que vejo
É um jovem homem velho
Com apenas um sonho
Estarei enganando a mim mesmo
Que ela cessará minha dor
Se eu vivesse sem ela
Enlouqueceria

Sinto sua respiração em meu rosto
Seu corpo perto de mim
Não posso olhar em seus olhos
Ela está fora do meu time
Só um tolo para acreditar
Que eu tenha algo que ela precise
Ela é como o vento

Sentir sua respiração em meu rosto
Seu corpo perto de mim
Não posso olhar em seus olhos
Você está fora do meu time
-------------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Natal está chegando...

O tempo voa, não é mesmo? Ainda lembro do Natal do ano passado... Lembro com quem estava, lembro como foi com a família.
As decorações de Natal já estão enfeitando os shopping centers de São Paulo. A do Shopping D é simples demais. O básico: Uma árvore e um presépio. Pra compensar, tem uma decoração legal no Santana Parque Shopping. Ele é novo e começou a funcionar esses dias, aqui perto de casa. Fui conhecê-lo na semana passada e será bem melhor que o "D". Tem muitas lojas boas, o primeiro Burger King da Zona norte (gostoso!) e em março tem cinema. Bom, mas, estávamos falando de decoração de natal, né? Huehuehue.
Não é uma super-produção, mas, é diferente e já chegou dando carrinho na concorrência, rsrs. Fiz um montagem com um recurso de Photoshop, chamado "photomerge". Eram duas fotos, virou uma só. Foto de celular é uma bosta, mas, se você usar a imaginação, consegue ver! Hehehe.

Gosto das decorações. Mas, o mais importante do Natal, não é isso. Falamos sobre isso mais tarde, rs.

Lost Mangá 6 (Hurley)



Olá, povo!
Faz tempo que não coloco um desenho de "Lost", em versão mangá, no blog. Faz tempo que eu estava com umas fotos do Hurley no meu micro, mas, não tava inspirado pra fazê-lo. Mesmo ele sendo um cara fácil de desenhar. Tentei fazer no Corel Painter, mas, não ficou legal. É difícil desenhar olhando pro computador como se fosse uma folha de sulfite. Após algumas semanas, exatamente hoje, resolvi fazê-lo no modo tradicional. Sim, lápis e papel sulfite A4. Fórmula infalível, hehe.
O Hurley nem se chama assim, rsrs. Na verdade, quando aconteceu o acidente, começaram a chamá-lo desse jeito, mas, ele disse que seu nome é Hugo, mais tarde. Sem dúvida, é o personagem mais engraçado do seriado. Seu azar e as situações que passa são divertidas. Seus comentários são engraçados. Um dos personagens que equilibra a série.
Gostei desse, já é um dos meus favoritos. Opinem.

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Pequena alteração

Bom, eu comentei que o contador de visitas, que era titular, foi pro brejo. "Lost Star" já passou das 500 visitas faz uns dias e esse contador da direita vai e volta e nunca chega no quinhentos!
Então, ele foi jogado fora! huehue... O contador oficial é que está lá embaixo da página. Ele é colorido e tal. Grande coisa, rsrs. Espero que esse não pife ou dê tilt igual o outro. Senão, eu não tenho comoa gradecer as visitas de vocês.
Obrigado pelas visitas. Pelas 500 que passou e pelas que vierem, ainda... Arigato Gozaimasu!

Quantas vezes...


Hoje, as postagens estão relacionadas com videos, rs.
Um elemento interessantes em todos os desenhos japoneses, os animes, é a perseverança. É base da sociedade nipônica, nunca desistir. Quando se assiste um anime, como "Naruto", você pode pensar: "É só um desenho". Sim, é só um desenho, mas, que mensagem tem por trás dele?
Naruto Uzumaki é um menino que trás, consigo, uma história de sofrimento e de solidão. Dor não só dele, mas, que foi causada a outras pessoas. Um menino que tinha tudo pra ser a pior pessoa, mas, que não é. Não tem família, cresceu sozinho e todos o odeiam. Ao contrário de seus colegas de classe, não é um ninja habilidoso, não tem boas notas e não tem uma família. Não vem de uma linhagem de ninjas super poderosos ou com talentos naturais, passados a cada geração. Naruto é insistente, só isso. Não desiste de seu sonho (ser o ninja mais forte, líder de sua aldeia). Não tem olhos especiais, como o de seus amigos. Mas, com seus olhos, ele consegue mudar o coração das pessoas... Consegue cativá-las, transformá-las.
No Brasil, Naruto é exibido com cortes, por causa das lutas. Tanto no SBT, quanto no Cartoon Network. Isso é uma pena. Também, não temos as músicas de apresentação e de encerramento. Triste, porque muitas delas são lindas ou divertidas, rsrs.
A história do "ninja laranja" é bem longa. Eu assisto os episódios legendados, com áudio em japonês. A fase do anruto criança tem 9 temporadas. É muita coisa. Agora, a fase dele mais velho já está na segunda temporada, com 34 episódios, até agora.
O mangá ainda nem terminou, no Japão. Aqui, ainda está no começo. Tenho colecionado os mangás e emprestado pra um garoto que conheço. Não sei se ele já consegue aprender mais do que jutsus, socos, chutes, etc. Mas, espero que ele, também, se lembre da insistência e da capacidade que aquele garoto de cabelos loiros e roupa laranja tem...

Dearest...

Para aqueles que nunca esquecem da pessoa amada.

"Dearest". Mais uma tradução que ficou tão boa, ou melhor, do que a original.

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Analfabeto Funcional...



Você sabe o que é um analfabeto funcional? É o termo utilizado, de uns tempos pra cá, pra definir a maioria dos estudantes de hoje em dia. Porque lêem um texto inteiro e não sabem do que se trata. Se você perguntar: "E aí, do que trata o texto?", ele não sabe responder. Não estou falando daqueles dias em que você tá com preguiça e só passa o olho por cima do texto e nem lembra do que se tratava, depois. Tô falando de problemas de interpretação, de conhecimento.
Uma das razões desse fenômeno é a educação precária que temos em nosso país. Mas, seria muito comum e fácil jogar a culpa no governo, dizer que o Brasil é uma droga e as conversas de sempre. O fato é que somos uma geração acostumada com imagens. Não temos o hábito de ler um bom livro por horas ou qualquer outra coisa. Fomos acostumados a sentar na frente da TV e ficar lá, por horas. Nosso cérebro é bombardeado por imagens. O conteúdo, nem interessa. Já conteceu de você lembrar de um comercial inteiro e nem saber que produto que era vendido ou a marca? É normal (infelizmente). Não conseguimos ficar mais de uma hora lendo (tô sendo generoso em relação ao tempo, hehe).
Tanto, que a revista mais vendida do nosso país se chama "Veja", não se chama "Leia". Não há incentivo para que leiamos, então, a maioria de nós continua sem cultura, com a cabeça fechada, sem noção do que lê e sem noção do que escreve... Terrível.

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Longe um do outro...

"Dois corações e uma história"
Pode falar que é brega, que é ruim, rsrs...Mas, essa música é boa.

Escuta aí, vai? Rsrs

"Eu vou dizer adeus"

Como o título, no começo, diz: "Músicas que marcaram uma geração". Não precisa ser fã de animes pra gostar das canções de YuYu Hakusho. São músicas lindas, que ainda emocionam muita gente, até hoje. Engraçado, cada canção me marcou e tem relação com algum momento da minha vida. No japão, os desenhos são coisas levada a sério. Muito dinheiro circula e move a economia graças a eles. Por isso, ser dublador lá é coisa séria, vira um artista, mesmo. O mesmo ocorre com as músicas. Bandas famosas do país gravam canções pros animes. É como se num desenho brasileiro tivesse como trilha sonora CPM22, Jota Quest, Kid Abelha, etc. O que seria bem legal, hehe.
Por isso, há trabalhos de qualidade e canções tão bonitas nos desenhos nipônicos. A dublagem no Brasil se desenvolveu muito e, nessa época, um ótimo trabalho foi feito com essas músicas, desde a tradução e adaptação, até a interpretação. A versão brasileira é tão boa quanto a original, japonesa. Em algumas cnações desse anime, é uma mulher quem canta. No brasil, todas foram gravadas pelo cantor gospel Luís Henrique. Mas, ficaram igualmente boas!!!
Ah, e coloco essa canção porque tem a ver comigo, claro. Cada canção tem a ver com um momento da minha vida. Quando comecei esse blog, uma das primeiras postagens tinha outra canção desse anime, a "Quando o Sol brilhar novamente". E agora, coloco essa. "Eu vou dizer adeus" ("Sayonará, bye, bye").

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Canção pra você viver mais

Sempre que escuto essa música, lembro do meu pai. Porque a autora também escreveu pensando no pai dela. Já ouvi um amigo dizer que não gostava do próprio pai. Eu, pelo contrário, faria tudo pra ter o meu de volta. Pai é pai. Assim, como mãe... Insubstituível. Outro amigo, disse que ninguém nos ama, verdadeiramente, como nossos pais. Só eles seriam capazes de dar suas vidas pra salvar as nossas. Não importa o que aconteça. Quando você estiver na pior e ninguém quiser te ajudar, seus pais estarão lá.
A música, por outro lado, também pode ter uma outra interpretação e alicação. Pode-se dizer que há pessoas que passam por nossas vidas e levam um pedacinho de nós. Deixam alguma coisa e nós desejamos que elas voltem, algum dia. Pode não ser hoje, nem amanhã... Mas, quem sabe, um dia...
Algumas, nunca mais voltam. Porém, quem sabe a gente não se encontre por aí?

Canção pra você viver mais. Viver mais no coração, nas lembranças, na memória. Não pra ser apenas mais um, algo que passou.... Pena não termos tudo de volta.

Japa Girl...

Sou desenhista de Mangá, quadrinhos japoneses. Pra falar a verdade, faz um tempo que não faço uma história em quadrinhos, mesmo. Aconteceram muitas coisas que me impedira de fazê-las. Ainda tenho muitas, na minha cabeça. Prontinhas pra irem pro papel. Mas, o que mais tenho feito são ilustrações. Rabiscando meus personagens e idéis.
Uma dessas idéias é esse desenho. Uma garota japonesa, com traços, tipicamente, orientais. Eu queria que ela ficasse com esses traços, mesmo. Com cara de japa! Alguns podem pensar que era só fazer uma garota de olhos grandes, boca pequena, cabelo espetado e pronto! Mas, não é assim. Não é porque o traço do desenho é "japonês" que todo personagem é japonês. É apenas o estilo de desenhar. Por isso, quis fazê-la com traços marcantes de uma jovem oriental.
Ela ainda não tem um nome certo... Mas, eu gosto dela! rs

Já está na minha galeria do DeviantArt. Abraços e bom feriado a todos!

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Um futuro nebuloso...

Na viagem que fiz pra Ubatuba, no último feriado, fiquei conversando com alguns amigos e pessoas que conheci lá sobre política e outras coisas. A conversa varou a madrugada, coloquei meu ponto de vista sobre o fato de nós, jovens, sermos tão cagões, nos dias atuais. Não tomamos a frente, deixamos a solução e o poder das coisas nas mãos de outros que decidam por nós. Claro, de maneira geral e genérica.
Falando em aquecimento global, em desastre ecológico e o futuro da Terra, penso que precisamos ter alguma atitude. O pouco que podemos fazer, mas, que ajuda, é não jogar lixo na rua, separar o material reciclável pra coleta, conscientizar o próximo em conversas e discussões em grupo, etc. Parece pouco, mas, não é! Essa foi uma das coisas que disse para alguém, quando levantou a questão sobre fazer parte de algum grupo ou coisa parecida. Fazer parte dessas instiuições, nem sempre é a melhor opção e nem única solução. Algumas, são apenas "fachada".
Nosso futuro é nebuloso. Alguns, apostam nas catástrofes ecológicas, como o aquecimento global. Outros, falam em guerras por água e recursos naturais. E esse "futuro", talvez, não seja a vida de nossos filho, a próxima geração. É provável que esteja mais próximo do que pensamos, pode ser o NOSSO futuro, a nossa geração.
E nesse fututo, não poderemos ser fechados, individualistas, como somos nos dias atuais. Da até pra lembrar do seriado "Lost", onde todos os passageiros de um avião estão presos numa ilha e precisam se ajudar para sobreviver. "Viver juntos ou morrer sozinhos" (Live together or die alone) , é o lema deles.
Podemos começar, desde já, ajudando uns aos outros, conscientizando, falando, preservando... a vida animal, a flora e a nossa espécie, também... Cada um fazendo a sua parte. E não deixando a solução na mão de outros.

Brincando com a comida...

Com certeza, você já brincou com a comida quando era criança. Não tava afim de comer ou estava tendo um daqueles devaneios malucos e, de repente, levou uma bronca da mãe, que lhe disse: "Não brinque com a comida!"
Todo mundo já passou por isso. Estava olhando umas galerias num site e me lembrei disso.
Eu era uma daquelas crianças com uma imaginação bem fértil. Desde pequeno, eu desenhava, criava minhas histórias, meus personagens, meu próprio mundo. E me fechava nele, rsrs. Meus irmãos iam para a escola e eu ficava em casa, assistindo Jaspion e Changeman. Ninguém ouvia um pio, rsrs. Ficava lá quietinho, assistindo. Ou, fazendo minhas histórias, com meus "Comandos em Ação" e outros bonecos do tipo.
Imagina, então, o que eu sonhava brincando com a comida. Acho que era, mais ou menos, como na foto aí em cima.
Vale a pena dar uma conferida no site. Tem diversas imagens curiosas e divertidas. Vai logo, antes que te mandem parar de brincar com a comida, hehe.

http://www.minimiam.com/

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Se for pra ouvir, que seja assim...

Nunca gostei de pagode e nem de samba. O samba, em sua origem, é gostoso de ouvir. Bem tocado, com melodia contagiante, letra decente, com bom cantor, etc. Agoa, esses axés, pagodão de bebum e samba de carnaval, não dá pra aguentar. É chato, mal tocado, mal cantado, etc.
Maria Rita, filha de Elis Regina, é uma das minhas cantoras favoritas. Tem uma voz linda, como a de sua mãe, muito talento e é uma gracinha, huehue. Sério, até quando ela tava mais cheinha, eu me amarrava nela. Uma beleza natural, nada de extraordinário. Linda!
Lembro de alguns sambas bem antigos que meu pai ouvia. Eram nesse estilo, bem tocado, com letras sem malícia. Lembrando os "Demônios da Garoa" e outros que faziam boas composições nesse gênero musical. Atualmente, é que o ritmo e o gênero estão deturpados. Igual o Funk. Aquilo que produzem no Rio de Janeiro não é funk, é pancadão com xingamento ou coisa assim. O "ritmo" funk, é outra coisa...
Deixa de falação, ouve a Maria Rita cantando essa música e entende o que quero dizer.
Repetindo, não curto samba, nme pagodé, nem axé...mas, se for pra ouvir samba,q ue seja desse jeito... decente...


Nome da música? "Tá Perdoado".

Descarregando...

video

Meu irmão é mais normal do que eu, mesmo assim, é doido. Eu recebi esse video por um e-mail que ele me mandou. Eu já tinha assistido, mas, então, vieram outros. Apostoq ue todo mundo que trabalha ou trabalhou já teve seu dia de fúria e teve vontade de quebrar tudo, xingar todo mundo, etc.
Pra quem não se lembra, já coloquei aqui o video do Dr Gilmar, em seu dia de fúria, hehehe. É só procurar no arquivo que vc encontra, rs.
Bom pra dar risada, bom pra tirar o stress. Quando chega a esse nível, é porque precisa de férias...

video

domingo, 11 de novembro de 2007

To Lost Star...

Apenas, preste atenção à letra da música.



Neste céu ondulante, voarei até você
Desde que ficamos juntos,
A distância entre nós aumentou demais
Esperando pela sua sincera resposta,
Qualquer um se sentiria sozinho
Se você está chorando na cidade
Que não posso enxergar,
Mesmo que eu não esteja com você,
Meu sorriso te alcançará
Neste céu ondulante, voarei até você
Posso sentir, bem de perto,
Essas sensações...

sábado, 10 de novembro de 2007

Passando tempo...

Olá!
Hoje eu pensei em acabar com esse blog. É que não sei se vale a pena continuar. Não sei nem quem visita isso, tirando os amigos e algumas pessoas que sei que entram aqui. Ninguém comenta nada, nem se é favor ou contra. É só um passatempo, mesmo.
Também tô de saco cheio de internet. Só tô usando pra olhar minhas mensagens no orkut, mandar currículo todo dia, dar um recado pra alguém e atualizar esse espaço, aqui.
Ainda não sei, talvez eu o largue aqui, por um tempo... Nem MSN eu tô usando. Quero ficar sozinho.
Tô tentando passar meu tempo desenhando, já que ainda não arrumei emprego e perdi um pouco do jeito. Tô numa daquelas fases chatas da vida, nada dá certo. E já faz uns meses que se prolonga, rsrs... Uma das primeiras coisas que deu errado foi, justamente, um dos motivos de ter feito esse blog. O papo da estrela, lembra?
Outra coisa doida. Meu contador de visitas, que fica no topo da página, o "oficial", pirou. Quando ele não some, volta no tempo. É como se eu tivesse perdido visitas, rsrs. Ainda bem que coloquei o reserva, no fim da página. Acho que esse será meu titular, agora.
"Lost Star" já tem quase 500 visitas. Diferente de quando alcançou 100 visitas, eu não tô feliz. Por que é pouco. Esse espaço não é divulgado o suficiente, os leitores não dão muito incentivo e eu desanimei, também. Hehehe...
Vamos ver, como será...

Sad...



As vezes, não é preciso dizer nada pra mostrar o que sentimos. Não precisamos de palavras pra mostrar como estamos por dentro.

Sem Coração...

Eu tinha um coração, até despedaçá-lo. Agora, não adianta reclamar.

Se você pensa
Que meu coração é de papel
Não vá pensando, pois não é
Ele é igualzinho ao seu
E sofre como eu
Por que fazer chorar assim
A quem lhe ama

Por que fazer chorar
Por que fazer sofrer
Um coração que só lhe quer
O amor é lindo eu sei
E todo eu lhe dei
Você não quis, jogou ao léu
Meu coração que não é de papel

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Ironia...


Esses dias, eu recebi um e-mail com uma apresentação de Power Point. Muito bonita a história. Era sobre o pai de uma menina que, quando fez 15 anos de idade, descobriu ter uma doença muito séria. O pai dela não sabia como ajudar, apenas um coração novo salvaria a menina. E ele deu o coração à filha, que só descobriu quando teve alta do hospital.
Contei, resumidamente, pra vocês. O título da história era "Proibido Chorar". Nas últimas semanas, me tornei uma pedra de gelo em relação algumas coisas. Não derramei uma lágrima. Talvez, um tempo atrás, eu me emocionaria um pouco. Sabe, fico me perguntando, se eu ou você daríamos a vida por alguém. Você se sacrificaria por alguém, por um ente querido? Aquela pessoa que você mais ama, que você mais estima? Pode ser até mais fácil do que se sacrificar por alguém que você não conhece ou que não gosta, tanto assim.
Essa história, como tantas outras, é uma daquelas que circulam pela internet e nos tentam dar uma lição de moral, nos comover ou deixar um exemplo. Mas, a vida é irônica... Muita gente que já vi dizer que faria por fulano ou ciclano, na hora da "pegada", correu... Cada um por sí...
E quer saber de outra ironia? Eu recebi essa mensagem de uma pessoa que não fala comigo e que não sacrificou nada, nem as coisas mais simples, por mim.
Todo dia, precisamos sacrificar algo por alguém. Nem percebemos, mas, deixamos algumas coisas de lado pra que outras possam continuar. A vida é assim.
Outra ironia é ler, no fim da mensagem, que nunca se é tarde pra dizer "eu te amo", porque amanhã pode ser tarde demais. Receber uma mensagem de alguém que nem gosta de você, com essas palavras, é irônico...

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Pelo Oeste...

Sou fascinado pela trilogia "O Senhor dos Anéis". Aquela canção, ao final da trilogia, é linda. A interpretação, a melodia, a letra... "Into the west" é uma música que passa muita coisa, msa, depende da interpretação de cada um. Alguns, enxergam apenas a relação com o filme. Eu, enxergo isso e mais além.


Into the west (tradução)
Annie Lennox

Composição: Howard Shore, Fran Walsh

Pelo Oeste

Repouse
Sua cabeça frágil e cansada
A noite está começando
Você chegou ao fim da jornada

Durma agora
E sonhe com os que vieram antes
Eles estão chamando
Das praias distantes

Por que você chora?
O que são essas lágrimas no rosto?
Logo você verá
Que todo esse medo passará...
Seguro em meus braços
Você apenas dorme

O que você consegue ver
No horizonte?
Por que a gaivota branca canta?
Através do mar
Uma lua pálida se levanta
Os navios vieram
Para te levar para casa

E tudo se tornará
Em um vidro prateado
Uma luz sobra a água
As almas passarão

A esperança se apaga
Em um mundo de noite
Através das sombras caindo
Fora da memória e do tempo
Não diga...
Nós chegamos ao fim...
As praias brancas estão chamando
Eu e você, nos encontraremos novamente
E você estará nos meus braços
Dormindo

(Chorus)

E tudo se tornará
Em um vidro prateado
Uma luz sobre a água
Navios cinzas passam pelo oeste
-------------------------------------------------------------------------------------------------

Algum dia, também descansarei num lugar, além do horizonte...

Só passando o tempo

Hoje, eu acessei esse blog só pra ver uma coisa e, pra minha surpresa, o contador de visitas voltou a funcionar. Mas, ele parou no tempo. Agora, o outro que coloquei de reserva tá marcando 392 visitas e o antigo marca 379. Bom, não importa. Vou deixar o de reserva, ali embaixo, pra quando der pau, de novo, continuar marcando.
Meu amigo Maurício pediu praq ue eu fizesse um desenho dele. Eu tinha um personagem, quando eu era mais novo, que era como se fosse eu mesmo. E os amigos dele eram baseados nos meus. Por isso, ele me pediu um daqueles antigos. Achei os desenhos, mas, são muito feios. Olho pra trás e vejo o quanto meu traço evoluiu. Resolvi fazer outro, no computador e tudo mais. Ficou da hora. Ele é sãopaulino, então, o desenhei com a camisa do time dele. Ele gostou muito. Porém, não posso colocar o desenho aqui. Senão, daqui um tempo eu posso ter surpresas. Ele colocou no orkut dele, ficou bem legal.
Não aguento mais ficar em casa, preciso de um emprego. Infelizmente, as coisas não estão fáceis. Prapassar meu tempo, faço arte. Tava rabiscando no Corel Painter e fiz isso aqui. É simples, mas, deu pra "brincar", um pouco.
Talvez eu pense em algo, pra mais tarde. Abraço.

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Deu pau!!!

Desde que comecei a mexer nesse blog, percebiq ue tem umas coisas que, simplesmente, param de fncionar. Há dias,q ue é impossível postar um video ou uma imagem. Depois de um tempo, volta. Não sei bem a razão. O que resolveu parar de funcionar, dessa vez, foi o contador de visitantes online e o contador de visitas. Ele simplesmente sumiu, tá em branco. A última vez que vi funionando foi ontem, pela manhã. Resolvi colocar um de reserva, contando a partir da último númeroq ue vi: 370.
Pode ser que tenha um pouco mais. Torço pra que ele volto, qualquer hora, rsrs... Eu gostava dele no topo da página. Nem sei se é defeito da fonte que fornece esse tipo de contador ou se é defeito do blogger. Mas, que tem umas falhas nervosas nesse blog, tem! rsrs...Mesmo com essas falhas, o blog continua. Afinal, ninguém é perfeito....

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

De volta do feriadão

Olá, povo! Fiquei uns dias sem aparecer por aqui e a justificativa é que viajei nesse feriado. Fazia uns 3 anos que eu não ia na praia e fui em uma que sempre quis conhecer, Ubatuba.
Essa viagem foi muito importante pra mim. Pra relaxar, distrair, conversar. Conheci gente nova, fiz novas amizades e valeu muito a pena. Voltei todo mordido por pernilongos, muriçocas e variantes, rsrs... Também machuquei o pé jogando futebol na areia, mas, nada demais.
Puxa, fazia tanto tempo que não ria tanto. Na semana passada, fui em Guaianazes, na Zona Leste de São Paulo, com os amigos da igreja e demos muita risada. E nessa viagem, também ri muito. Foi bom, também, porque precisava recuperar um pouco de minha auto-estima. Realmente, foi uma viagem muito boa. Mesmo pegando um trânsito infernal e a viagem tendo sido bastante cansativa na volta. No fim, valeu a pena, mesmo!!!
Esse mês tem mais feriado. Não viajarei neles, mas, pretendo me manter ocupado fazendo alguma coisa.
Bela imagem na volta pra casa...