quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Um futuro nebuloso...

Na viagem que fiz pra Ubatuba, no último feriado, fiquei conversando com alguns amigos e pessoas que conheci lá sobre política e outras coisas. A conversa varou a madrugada, coloquei meu ponto de vista sobre o fato de nós, jovens, sermos tão cagões, nos dias atuais. Não tomamos a frente, deixamos a solução e o poder das coisas nas mãos de outros que decidam por nós. Claro, de maneira geral e genérica.
Falando em aquecimento global, em desastre ecológico e o futuro da Terra, penso que precisamos ter alguma atitude. O pouco que podemos fazer, mas, que ajuda, é não jogar lixo na rua, separar o material reciclável pra coleta, conscientizar o próximo em conversas e discussões em grupo, etc. Parece pouco, mas, não é! Essa foi uma das coisas que disse para alguém, quando levantou a questão sobre fazer parte de algum grupo ou coisa parecida. Fazer parte dessas instiuições, nem sempre é a melhor opção e nem única solução. Algumas, são apenas "fachada".
Nosso futuro é nebuloso. Alguns, apostam nas catástrofes ecológicas, como o aquecimento global. Outros, falam em guerras por água e recursos naturais. E esse "futuro", talvez, não seja a vida de nossos filho, a próxima geração. É provável que esteja mais próximo do que pensamos, pode ser o NOSSO futuro, a nossa geração.
E nesse fututo, não poderemos ser fechados, individualistas, como somos nos dias atuais. Da até pra lembrar do seriado "Lost", onde todos os passageiros de um avião estão presos numa ilha e precisam se ajudar para sobreviver. "Viver juntos ou morrer sozinhos" (Live together or die alone) , é o lema deles.
Podemos começar, desde já, ajudando uns aos outros, conscientizando, falando, preservando... a vida animal, a flora e a nossa espécie, também... Cada um fazendo a sua parte. E não deixando a solução na mão de outros.

0 comentários: