quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Abraçando...


Sem desânimo tal como as
Lágrimas que caem,
Jorrando incessantemente,
Sempre intermináveis, Meu amor
Baby, sim, deixe isso para as mornas batidas do coração
O suficiente para derreter nossos corpos
Deixe-nos superar tudo

Ah Sempre que eu te toco me aproximo de você
Ah Quando eu te sinto fico contente e preenchido até a borda
Com a certeza destes sentimentos que planam cada vez mais alto
Eu te abraço firmemente

Gritando sem nenhum sentido
Este coração que parece estar prestes a quebrar Não importa quantas vezes
Para confortá-lo
Envolvendo suavemente e prendo isto: Seu amor

Baby, sim, Sua forma amada
Não importa quando, ela sempre me convida
Para o ponto onde eu esqueço tudo

Ah Sempre que eu te toco me aproximo de você
Ah Quando eu te sinto fico contente e preenchido até a borda
Dando controle total para nós que estamos planando cada vez mais alto
Eu te abraço firmemente

0 comentários: