quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Elas preferem o Lobo Mau

Antes da minha viagem, vi uma frase no orkut de uma pessoa que me fez refletir sobre uma coisa que já sei, faz muito tempo. A frase dizia algo sobre "Acreditava em Príncipe Encantando até o dia em que conheci o Lobo Mau." Hoje em dia, não é surpresa ouvir ou ler uma frase dessas.
É muito fácil encontrar um cara boa pinta, pras mulheres, que pareça um príncipe. Mas, ser encantado, vai além disso. Na minha opinião, a maioria das mulheres (mais de 90%) gostam de ser maltratadas. O cara bonzinho nunca se dá bem. É fato: Elas preferem o Lobo Mau. Como dizem as músicas: "os caras bonzinhos acabam em último" e "o príncipe virou um chato". Não adianta você se esforçar pra ser um cara bom, não adianta. A onda do momento são os "malvados", os "bad boys", os "vilões". Podemos até comparar a vida real com o cinema ou os quadrinhos. Nos últimos tempos, o "anti-herói", ou seja, o cara que é herói e que tem jeito de mau, é o preferido de todos.
Até comentei antes sobre esse papo de "viver o momento". É importante aproveitar o "agora", porém, o futuro não pode ser deixado de lado. Por aí, há diversos "bad boys" que tiram fotos de óculos escuros ou sem camisa pra expôr no Orkut e dizer que é malandro (ridículo...), que é pegador e malvadão. Virou moda bancar o "Lobo Mau". Todos nós sabemos que eles só querem comer a Chapeuzinho.
Porque estou dizendo tudo isso? Ora, porque conheço muitas garotas e mulheres que se queixam, no meu ouvido, porque conheceram o "lobo" e caíram na lábia dele. E, quer saber? Apesar de reclamarem tanto, ainda se rastejam por ele. Que pena. Perda de tempo... Outras, lamentam o tempo que perderam. Agora, já foi.

0 comentários: