terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Ocorreu um erro fatal...


Com certeza, você já viu alguma mensagem de erro do Windows em seu computador. Elas variam de "ocorreu um erro fatal", "o programa precisou ser fechado", etc. Eu só não sou anti-windows porque não dá, mas, já sou adepto do movimento "anti- IE" (Internet Explorer).
Estou escrevendo sobre esse assunto por causa da falta de criatividade para escrever que tenho passado nos últimos dias e porque esse tipo de falha, realmente, me incomoda. As últimas vezes que precisei formatar meu PC foi por causa de uma tal de "tela azul". Você nunca ouviu falar? Se você pesquisar pela internet, vai descobrir que é um erro fatal e maldito que o windows possui e que nem a Microsoft sabe como resolvê-lo. É sério. No meu caso, aparece uma tela azul durante o carregamento do sistema e ele não consegue "entrar". Então, o micro vai reiniciando inúmeras vezes, até conseguir carregar o Windows por completo. Muitas vezes, ele nunca consegue carregar e sou obrigado a formatar o PC. "Ocorreu um erro fatal..."
Há inúmeras hipóteses do que possa ser o problema, no entanto, nenhuma é precisa e não há solução. Um dia desses, meu computador deu esse problema e conseguiu se recuperar, por um milagre. Quando o Windows entrou, apareceu a mensagem "O sistema se recuperou de um erro grave". Beleza, que bom que está vivo... Daí, tinha uma opção de enviar os dados do erro pra Microsoft. Cliquei e enviei a bosta dos dados. Então, apareceu outra mensagem, avisandoq eu eu poderia acessar a página da microsoft e descobrir a solução apra esse problema. Tive um breve momento de felicidade e acreditei neles. Quando cliquei, a página que apareceu disse que a empresa não sabia como resolver meu problema!!! Incrível!!! E ainda me perguntava no fim da página: "essa resposta foi útil a você?" Terrível... Imaginem o que eu escrevi para "eles".
Bom, eu só espero que a aempresa descubra a cura para seus males e desenvolva respostas mais eficientes. Afinal, Windows não é barato pra ninguém, nem na barraquinha.

0 comentários: