segunda-feira, 3 de março de 2008

Vou te contar...


Olá, terráqueos.
Na semana passada, tive a oportunidade de assistir dois documentários que eu queria assistir já faz um tempo. Não são novos. Trata-se de "Tiros em Columbine" e "Uma verdade inconveniente". Gostei muito de ambos. Muito pode se aprender nesse tipo de produção, principalmente, porque elas nos mostram o outro lado que a mídia não mostra.
Interessante observar, no primeiro filme, como muitas coisas que acontecem nos EUA não são diferentes das que ocorrem aqui. A política, também, é palco das manipulações e articulações, a mídia também atua a favor da elite e dos interesses da mesma, há cidadãos totalmente alienados e ignorantes o suficiente para não enxergarem o que está ocorrendo embaixo de seus narizes, etc. Então, eu lhes pergunto: Porque "nós" (bem entre aspas) idolatramos a pátria deles e acreditamos mais neles do que em nós mesmos? Bom, eu mesmo posso responder, parcialmente. Uma das principais razões é o fato de não valorizarmos o nosso país, sermos pessimistas e dominados pelos valores norte-americanos. "Eles" nos empurram goela abaixo que o "american way of life" é o ideal, que eles são a pátria ideal. Eu quero ir para o exterior, um dia. Mas, o último lugar que quero ir é para a terra do Tio Sam.
No segundo filme, a história não é diferente. Eu fiquei pesando sobre como uma pessoa eleita como presidente nos EUA tem influência no mundo inteiro e qual as conseqüências de eleger o Fulano e não o Beltrano. Sobre o poder que o dinheiro exerce na cabeça das pessoas, a ponto de não se importarem com o futuro do planeta porque preferem cuidar de interesses próprios.
Eu demorei pra ver esses documentários por inúmeras razões. Porém, foi muito bom assistí-los e conferir o outro lado da história que poucos costumam mostrar.

0 comentários: