sábado, 26 de abril de 2008

Olhando para trás...

Olhando para trás... Consegue se ver 10 anos atrás? Feche os olhos, puxe da lembrança. Como você era, o que fazia. Se você tem em torno de 15 anos, pode ser um pouco mais difícil. Lembra dos amigos que tinha e das pessoas que convivia? Dos tipos de problemas e das coisas que o deixava feliz? E seus sonhos, quais eram?
Olha pro passado e veja quem te abandonou e quem permanece contigo. Lembre-se de quem você abandonou e se valeu a pena. O mesmo serve para aqueles que estão com você, até hoje. Veja quais sonhos se realizaram e quais foram frustrados. Valeu a pena ter escolhido o "sim" ao invés do "não" e vice-versa? Aquela chance que passou e você perdeu. Aquela pessoas que passaram e você quis perder. Aquele ou aquela que você escolheu, valeram a pena?

O que diria pra sí mesmo, se encontrasse seu outro "eu" de 10 anos atrás? Por onde pisar, com quem andar, por quem se apaixonar... Que profissão, emprego e caminho seguir. Quem deveria escutar, quem deveria proteger e, principalmente, por quem valeria a pena lutar. Diria pra não perder tempo com quem não quer ajuda e nem com quem não sabe amar. A não ter medo de quem late muito e pouco faz, nem baixar a cabeça se está com a razão. Não dar atenção pra quem quer tirar os meus sonhos, dizendo que sou incapaz de alcançá-los.
Quem não queria mudar as coisas, atire a primeira pedra. Daqui a 10 anos, se olharmos para o "eu" de agora, também sentiremos vontade de dizer o que não deveria e o que deveria ter feito. Talvez, a lista seja maior. Porém, o passado não muda, ao contrário do presente e do futuro. Vamos nos manter focados em transformar o agora e o dia de amanhã.

0 comentários: