quarta-feira, 28 de maio de 2008

Tempo de Promessa 2

Tempo de promessas...

Ainda lembro dos "amigos" de minha adolescência. Jurávamos eterna amizade, companheirismo à toda prova. Nunca me esqueça, nunca me abandone. Parecia que eram amizades eternas, mas, o tempo foi passando e veio a prova real. Entre somas e subtrações, ficaram aqueles que eu nunca pensei que permaneceriam do meu lado. Aqueles que sempre diziam estar comigo, foram os primeiros a abandonar a jornada. A distância, as novas amizades, as diferenças de opiniões, os caminhos escolhidos. Tudo isso fez com que a vida mostrasse a diferença entre "amigo" e "colega".
Também, mostrou quem vale e quem não vale a pena... Depois de um tempo, ficou normal ouvir coisas como "daqui um tempo, nos lembraremos de tal coisa e sentiremos saudades ou daremos risadas, ou choraremos." Lembranças... Muitas delas, se perderam nas ventanias que enfrentamos. Mas, aqueles que nunca imaginei, enfrentaram a tempestade comigo.
Tempo de promessas, promessas que foram quebradas e jogadas ao vento...

F.Mendes

1 comentários:

Cle disse...

Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você.
Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções.
Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.
Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza.Porem, manter-se FELIZ.Larga de tristeza!!!