quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Não olhe para trás, amigo

Amigo,

Aqueles que ficaram para trás, porque não quiseram acompanhar você até o final.
Aqueles sentimentos bons ou ruins que ficaram para trás, porque fizeram com que fossem deixados pelo caminho.
Aqueles que lhe sorriam e dava tapinhas nas costas ou aqueles que lhe ofendiam e riam de você. Aqueles ou aquelas que te juraram amor eterno e que, ironicamente, deixaram de amar antes do prazo de validade.
Aquela gaveta que você trancou para que não fosse bagunçada novamente.
Aqueles que se despediram, ou não, e não voltam mais.
A todos eles, não olhe para trás.

Há coisas na vida que são como aquelas histórias que gostávamos quando crianças e que, quando revemos quando adultos, não tem mais o mesmo brilho. Algumas coisas, foram feitas para serem deixadas no passado. Outras, estão em nós todos os dias. Depende do que você põe na balança.

F.Mendes

2 comentários:

Cle disse...

Olá amigo Francisco, continuo passando aqui diariamente, as vezes não dá tempo de comentar, mas realmente estava sentindo falta de seus belos textos...são muito bons!Nos fazem refletir muito.
Abraços!!!

Anderson Ricardo disse...

O texto é fantastico ^^' continue assim Francisco.